Livros da Ática contemplados com o Selo Altamente Recomendável e com o Prêmio FNLIJ 2021

Por Coletivo Leitor - 15 set 2021 - 4 min

Todos os anos, a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) seleciona as melhores obras literárias para atribuição do selo Altamente Recomendável e para o Prêmio FNLIJ, distinções que visam a promoção da leitura e a divulgação do livro de qualidade para o público infantil e juvenil.

A seleção de 2021, referente à produção do ano de 2020, foi realizada através de 23 leitores votantes de diversos estados brasileiros, responsáveis por eleger as obras que se destacaram por sua alta qualidade literária com o aval da Fundação.

As obras gratificadas com o Selo Altamente Recomendável se dividem em diferentes categorias que reconhecem a qualidade da produção literária e compõem o acervo básico da FNLIJ, com o objetivo de orientar escolas, bibliotecas e instituições sobre a elaboração de um acervo inicial. 

Já o Prêmio FNLIJ é considerado uma distinção máxima atribuída aos melhores livros para jovens e crianças produzidos no período em questão.

Compartilhamos, com grande alegria, que dois livros da SOMOS Educação figuram entre os mais de 477 títulos inscritos nas seleções organizadas pela FNLIJ.

Quarto de Despejo – Edição comemorativa

Selo Altamente Recomendável 2021 – Produção 2020 – Categoria Jovem

Do diário de Carolina Maria de Jesus surgiu este autêntico exemplo de literatura-verdade, que relata o cotidiano triste e cruel de uma mulher que sobrevive como catadora de papel e faz de tudo para espantar a fome e criar seus filhos na favela do Canindé, em São Paulo.

Em meio a um ambiente de extrema pobreza e desigualdade de classe, de gênero e de raça, nos deparamos com o duro dia a dia de quem não tem amanhã, mas que ainda sim resiste diante da miséria, da violência e da fome. E percebemos com tristeza que, mesmo tendo sido escrito na década de 1950, este livro jamais perdeu sua atualidade.

A primeira publicação de Quarto de despejo: diário de uma favelada, de Carolina Maria de Jesus, data de 1960, por isso, em 2020, quando se comemorou os 60 anos de sua existência, foi lançada esta edição especial desta obra muito importante para a literatura brasileira. Com um projeto gráfico renovado e tendo a capa assinada pelo artista No Martins, além do texto original da autora, este livro conta com um prefácio assinado pela escritora Cidinha da Silva, fotografias dos manuscritos de Carolina Maria de Jesus e uma fortuna crítica com escritores como Alberto Moravia; críticos literários, como Marisa Lajolo, Carlos Vogt, Elzira Divina Perpétua, Fernanda Miranda; historiadores, como José Carlos Sebe Bom Meihy, e jornalistas, como Audálio Dantas, responsável pela publicação da primeira edição do livro, e Otto Lara Resende.

Quarto de Despejo – Teatro

Selo Altamente Recomendável 2021 – Produção 2020 – Categoria Teatro

Prêmio FNLIJ Lúcia Benedetti – O Melhor Livro de Teatro

Baseado no livro Quarto de despejo: diário de uma favelada, de Carolina Maria de Jesus, este drama teatral conta a história do cotidiano triste e cruel de uma mulher que sobrevive como catadora de papel e faz de tudo para espantar a fome e criar seus filhos na favela do Canindé, em São Paulo.

Em meio a um ambiente de extrema pobreza e desigualdade de classe, de gênero e de raça, ao longo das cenas nos deparamos com o duro dia a dia de quem não tem amanhã, mas que ainda sim resiste diante da miséria, da violência e da fome.

Além do texto da peça e da ilustração de capa feita pelo artista No Martins, esta obra conta com um texto de apresentação de Amir Haddad, que dirigiu a montagem de 1961, outro de Edy Lima, e o manuscrito de Carolina Maria de Jesus sobre a adaptação de seu livro ao teatro.

Compartilhe:

Coletivo Leitor

Mais posts do mesmo autor