Ricardo Azevedo no III Prêmio Aeilij

Por Coletivo Leitor - 30 mar 2020 - 3 min

No dia 26 de março a Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (Aeilij), divulgou o nome dos finalistas do III Prêmio Aeilij de Literatura Infantil e Juvenil – 2019. Entre os finalistas, divididos nas categorias Literatura Infantil, Literatura Juvenil e Conjunto de Ilustrações, foi indicado como Hors Concours de Literatura Juvenil o livro Trago na boca a memória do meu fim, de Ricardo Azevedo, publicado pelo selo da Editora Ática, da Somos Educação.

O Prêmio Aeilij se distingue no conjunto das premiações oferecidas aos autores de obras para crianças e adolescentes por ser uma distinção entre pares, um prêmio de criadores para criadores. Nesta edição de 2020, os membros da Aeilij escolheram como personalidade homenageada a pesquisadora e crítica Marisa Lajolo, professora aposentada da Unicamp, autora do romance juvenil Destino em aberto, também publicado pela Editora Ática.

O anúncio dos vencedores do prêmio será feito no próximo 18 de abril, dia do Livro Infantil e aniversário de Monteiro Lobato.

Leia a seguir o depoimento da editora da Somos, Andreia Pereira, responsável pelo desenvolvimento do projeto do livro de Ricardo Azevedo.

Editar uma obra de Ricardo Azevedo é por si só uma honra. No caso de Trago na boca a memória do meu fim, além de ser uma honra, editar me proporcionou o mergulho nas profundezas das origens do nosso país.

Com base em sua pesquisa, que levou quase uma década, Ricardo nos torna contemporâneos de seus personagens, seja pelo linguajar característico do século XVI, seja pelo estilo poético, o que requer um olhar ainda mais acurado do texto, pois as sugestões de edição precisam ser feitas com cautela.

Escolhemos trabalhar com o mesmo ilustrador do livro anterior do Ricardo, Fragosas brenhas do mataréu, Rafael Nobre. O resultado ficou maravilhoso.

E os frutos já estão sendo colhidos, como este Hors Concours do III Prêmio Aeilij de Literatura que acabamos de receber, na categoria Literatura Juvenil, pelo qual estou muito feliz!

Últimas da premiação

O livro Trago na boca a memória do meu fim, de Ricardo Azevedo, foi agraciado com a distinção Hors Concours no III Prêmio AEILJ de Literatura. Conforme informações da premiação, o autor receberá um certificado virtual, visto que a entrega de troféus físicos se torna inviável por causa da quarentena. 

Na obra, Azevedo conta a história de um homem humilde no Brasil Colônia que revisita uma jornada realizada na juventude. Conforme a resenha elaborada pelo Júri e publicada no blog do Prêmio, é possível reparar uma aproximação com Dom Quixote e Macunaíma: o herói sem nenhum caráter. Ainda segundo a resenha do Júri, o autor “constrói o passado pela linguagem sem se desconectar do presente”.

Foto de capa: Lorena Duff

Compartilhe: