Guia do professor: Como planejar a aula a partir do livro literário

Guia do professor: Como planejar a aula a partir do livro literário

Por Nicolle Abreu - 02 dez 2019 - 8 min

A Literatura é uma arte fundamental para o processo de aprendizagem. Na Educação Infantil, ela é uma grande aliada do professor. Combinando o lúdico e a linguagem apropriada, a Literatura pode suavizar aprendizados áridos. Para auxiliar o processo de ensino-aprendizagem, algumas obras contam com um Guia do professor, que também pode ser chamado de Projeto de trabalho interdisciplinar. 

Instrumento que agrega informações acerca da obra, o Guia do professor permite ampliar os conteúdos abordados no livro, além de propor atividades e reflexões que auxiliam o trabalho do educador. O guia permite ao professor que, por exemplo, estimule a curiosidade dos alunos sobre a autoria da obra, o contexto histórico, o gênero, os temas e as ilustrações. O objetivo é sempre garantir a qualidade da educação para os discentes, ampliando seus horizontes e percepções.

Pensando nisso, preparamos este artigo para discorrer sobre a importância do trabalho literário em sala de aula, além de dar dicas sobre como elaborar essas aulas. Confira!

Sugestões de planejamento de aulas com o livro literário

O sucesso de uma aula baseada em um livro literário depende do interesse da turma sobre a proposta. No momento de realizar um planejamento significativo, o professor pode contar com o Guia do professor. Assim, a tarefa de pensar em um ciclo de desenvolvimento pode ser auxiliada por um roteiro de atividades. Com os direcionamentos do guia, é possível ampliar o gosto pela leitura.

Além disso, o Guia do professor conecta os principais assuntos das obras à realidade das crianças e dos jovens. As questões que serão levantadas sobre a obra não precisam se restringir para quando a leitura estiver finalizada. O material contém seções que propõem atividades para antes, durante e após a leitura. Dessa maneira, é possível obter diferentes resultados relacionados ao aprendizado, possibilitando também um panorama acerca do desenvolvimento da leitura dos discentes.

Abaixo, confira três sugestões relacionadas ao Guia do professor e veja como planejar aulas mais efetivas:  

Proponha atividades no decorrer da leitura

Na seção “Antes de ler o livro”, o Guia do professor convida o leitor a refletir sobre seu horizonte de expectativas acerca da história. Questões como “A partir do título, do que parece se tratar a história?” ou “Quem seriam seus personagens principais?”  podem ser encontradas na obra infantil A batalha da cachoeira do cipó, de Vera do Val, por exemplo. Essas questões iniciais guiam o professor nas discussões sobre a cultura indígena, a fauna, a preservação da natureza e até a amizade.

Após a leitura do primeiro capítulo, o Guia do professor sugere atividades em grupo para que as crianças conversem entre si e compartilhem suas impressões sobre o que foi lido. Dessa forma, além de ouvir a história, os alunos são convidados a refletir sobre ela e os significados que existem em suas alegorias.

Após a leitura do livro é possível convidar os alunos a refletir sobre o desfecho. Eles gostaram do final do livro? Qual final seria o ideal para eles? A partir disso é possível propor atividades que levem os discentes a escrever o próprio final. Tornar os alunos escritores é uma maneira de exercer o protagonismo deles no processo de ensino-aprendizagem.

Proponha atividades criativas ao fim da leitura

Propor atividades lúdicas ao fim da leitura é uma maneira eficaz de engajar os jovens na atividade. Para as crianças, brincadeiras ajudam na fixação do que foi lido. Os jovens podem estar envolvidos em todos os processos da atividade, desde a confecção até a execução. Muitas são as possibilidades, como criar jogos da memória com os personagens da obra, jogos de adivinhação ou até mesmo uma pequena encenação de algum capítulo do livro que tenha interessado aos discentes.

Alunos-autores

Uma maneira interessante de envolver os alunos é solicitar a eles que contem suas próprias experiências. Dessa forma, o estudante é capaz de exercitar a escrita, além de se identificar com as histórias em que é protagonista. O professor pode propor a todos que montem um livro em conjunto. Depois, esse material pode ser exibido em uma mostra para os pais, por exemplo.

A importância do livro literário na Educação Infantil

A literatura na Educação Infantil atua como uma ponte entre a realidade e a fantasia. Além disso, é nessa fase que o gosto pela leitura é desenvolvido. Um trabalho literário bem desenvolvido na infância pode ser decisivo para o crescimento do aluno como leitor e escritor. A identificação das crianças com os protagonistas de suas histórias estabelece as bases para a formação de seres humanos empáticos e solidários.

Os jovens podem, por meio dos livros literários, conhecer outras realidades, além de identificar e resolver conflitos. Para Denise Fonseca Curia, professora de Língua Portuguesa e especialista em Educação e Contemporaneidade pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense:

“Há uma forte identificação dos jovens com estes textos atuais: os conflitos de personalidade, o amor que vence todas as convenções, a vida eterna sem limites, os fortes laços de amizade, a disputa entre o bem e o mal e tantas outras mazelas e alegrias que estão na ficção, mas também na realidade de cada um.”

A leitura de livros infantis em sala de aula, mesmo para crianças que ainda não foram alfabetizadas, também deve ser explorada. Ler para as crianças ajuda no desenvolvimento da imaginação, de emoções e de sentimentos. Além disso, familiarizar os discentes desde cedo com o livro literário estabelece uma relação de prazer entre a criança e o objeto.

A abordagem de livros literários em sala de aula também contribui para a formação de uma juventude mais crítica. Com o auxílio do Guia do professor, é possível despertar nas crianças questionamentos acerca do mundo, levando-as a reflexões sobre sua própria realidade.

Além disso, os livros literários voltados para a Educação Infantil apresentam uma particularidade muito importante para o desenvolvimento do hábito de leitura: as ilustrações. Um livro ilustrado elucida de maneira atraente aquilo que está sendo contado. Sendo assim, os infantes sentem-se mais atraídos pelas formas e cores.  

Saiba como relacionar o livro literário no processo pedagógico

Algumas premissas são importantes para que o trabalho literário no processo pedagógico seja eficiente e efetivo, como entender que crianças de qualquer idade precisam ter contato com a leitura, mesmo que ainda não dominem as letras. As crianças precisam estar familiarizadas com os livros antes mesmo da alfabetização. Para elas, o contato por meio da leitura em voz alta realizada por um adulto, pelos pais ou pelos professores exercitam a imaginação e a criatividade.

Além disso, o livro literário possibilita o trabalho com a interdisciplinaridade. Vejamos alguns exemplos:

Com o auxílio do Guia do professor, obras que têm como pano de fundo fatos ou personagens históricos podem ilustrar para os leitores o que é visto nas aulas de História. Alguns livros contam com a presença de animais e podem ser úteis nas aulas de Ciências: o docente pode solicitar aos alunos que classifiquem esses animais de acordo com os reinos e classes a que pertencem, ou, para os mais jovens, identificar quais são aves e mamíferos.

Muitas são as possibilidades de explorar o livro literário em sala de aula visto que, a partir da Literatura, é possível trabalhar a construção de significados. O importante é que os alunos dialoguem com os textos e insiram seus conhecimentos prévios nas atividades propostas.

A Literatura é um fundamental recurso no desenvolvimento de habilidades socioemocionais das crianças. Ela possibilita a formação de pessoas mais empáticas, que respeitam as diferenças e lidam melhor com momentos desafiadores. Para os docentes, a abordagem de obras literárias em sala de aula permite aulas dinâmicas e novas, que extrapolam o que é apresentado pelo livro didático.

A escolha da obra a ser utilizada em sala é importante por interferir no resultado e no interesse dos alunos. Optar por livros que contam com materiais extras, como o Guia do professor, pode cooperar com o docente no desenvolvimento de suas aulas. Acesse as nossas obras e utilize o filtro Guia do professor para facilitar a sua busca.

proclamacao da republica 15 novembro

Compartilhe: